Advertisement

Header Ads

Santificação do espírito, alma e corpo.




O tema Santidade não é um assunto popular na maioria das igrejas de presente século, mas a importância é tão grande que não podemos esquecer de pregar e ensinar sobre ele. Reconheço que até pouco tempo só conhecia em parte o ensino da santificação total, não sei se por negligência no estudo da Palavra de Deus ou por não ouvir frequentemente ensinos na igreja a respeito do mesmo. Nesses últimos dias, Deus tem me dado uma visão geral e mais completa sobre o tema.

A alguns dias o SENHOR me incomodou e me levou a refletir sobre a totalidade da santificação, ou santificação total, eu tenho refletido no porquê de muitas vezes nos encontramos num estado de graça e intimidade com Deus por um determinado período de tempo e logo depois acabarmos fazendo algo que o interrompe. Em saber por qual motivo algumas das áreas da nossa vida então totalmente no controle de Deus enquanto outras não. Se compreendermos a totalidade do nosso ser, talvez podemos obter a resposta para essa questão. O ser humano é formado de três partes, espírito, alma e corpo (1 Ts 5.23).  Sobre isso, falarei mais adiante. 

O que é a santificação?

A Bíblia diz que todo salvo já é santo! Quando você se arrepende de seus pecados e aceita Jesus como seu salvador, você dedica sua vida a Deus. Agora Jesus, o Santo, mora dentro de você e lhe purificou de todos os seus pecados (1 Coríntios 6:11). Você pode se aproximar de Deus sem ter medo de ser destruído pelo pecado.
Agora que você é santo, sua vida é dedicada a agradar a Deus. Isso significa que mudanças vão acontecer ao longo de sua vida (2 Coríntios 7:10). Esse processo se chama santificação. Santificação é a dedicação a Deus, se separando do pecado. Quando uma pessoa aceita Jesus como seu senhor e salvador, acontece a santificação. Através da santificação, a atitude e o caráter do crente são transformados por Deus

Espírito do homem.

O espírito do homem é a parte que o inclina para as coisas espirituais, se regenerado, se inclina para buscar e conhecer as coisas de Deus. É o espírito regenerado e santificado do homem que fala com Deus em oração e canta hinos espirituais. O nosso espírito é a parte do nosso ser que tem como função entrar em contato com Deus. (1 Co 14.2; 1 Co 14.14-15)

O espírito do homem regenerado – já passou pela santificação inicial que se deu na ocasião da regeneração (2 Co 1.21; Tg 1.18; 1 Pe 1.21). Agora se desenvolve mediante o processo de crescimento (1 Pe 2.2; Ef 5.15) que corresponde ao crescimento natural (1 Co 3.1-3; Hb 5.13,14);

A alma.

Segundo o dicionário Bíblico Almeida a alma do homem  é a sede da consciência própria, da razão, dos sentimentos, desejos e emoções. A palavra de Deus mostra que a alma é composta de três partes, são elas: a mente, a vontade e a emoção. Estas três faculdades constitui a personalidade humana. A alma é a sede da nossa personalidade, é o nosso “EU”. É por esse motivo que a Bíblia, em alguns textos, chama o homem de “alma”. A alma concentra as principais características do homem, tais como: amor, ideias, pensamentos, etc. (Leia: Gn 42.21).

A alma não é regenerada, mas restaurada pela Palavra de Deus (Tg 1.21). Enquanto a santificação do espírito é inicial e imediata, a santificação progressiva tem seu lugar na alma e no corpo. É o processo de mudança de valores (Lc 5.33-39; Ef 4.23; Jr 18.1-6; Rm 12.1,2) que também chamamos de desenvolver a salvação (Fl.1:6 e 2:12) e despir-se do velho homem (Ef 4.20 a 5.21);

O corpo.

O corpo do homem é a parte material do homem é a casa terrestre do seu ser interior (Leia: 2 Co 5.1-4). É através do corpo que temos contato com o mundo material.
Nosso corpo só será totalmente santificado depois de transformado (Rm 8.23; Fl 2.21; 1 Co 15.50-53). Até que isto aconteça, a santificação do corpo é o processo contínuo de sujeitar a carne (1 Co 9.27). Deve-se, portanto, guardar-se da imoralidade (1 Co 6.13-20; 1 Ts 4.1-8) e usar adequadamente os membros do corpo. A santificação do corpo abrange ainda a nossa forma de falar e de vestir (Ef 4.25,29; 1 Tm 2.9,10)



A santificação é progressiva.

O processo da santificação é progressivo. As três partes que formam o homem, espírito, alma e corpo precisam ser santificadas. O espírito da pessoa é regenerado e santificado no ato da confissão. Assim, resta para as outras duas partes, um processo progressivo de santificação.

O que aconteceu em nosso espírito – a regeneração – é o que chamamos de santificação inicial. Porém o processo de restauração da alma e sujeição da carne é o que chamamos de santificação progressiva. Ao destacar cada uma das três partes que compõem nosso ser enquanto falava da santificação, o apóstolo Paulo estava nos mostrando a necessidade de trabalharmos com cada parte em separado. Escrevendo aos Coríntios, ele falou sobre a purificação das imundícies tanto da carne como do espírito (2 Co 7.1).

Você já deve ter percebido que mesmo depois de ter confessado a Cristo, algumas vontades pecaminosas ainda continuam em sua vida e outras foram totalmente eliminadas, esse fato é porque a alma e o corpo ainda não foram santificados completamente como o seu espírito.

 Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca (Mt 26.41 JFA – RA)


Oremos ao SENHOR! Ele quer que nós sejamos santificados por completo, espírito, alma e corpo, exatamente nessa ordem, é somente pela santificação total que veremos a Deus, como está escrito:

 E o Deus paz vos santifique completamente; e o vosso espíritoe alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo (1 Ts 5.23 Bíblia de Jerusalém). Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá a o Senhor (Hb 12.14  JFA – RA)

A palavra segui em Hebreus 12.14, vem do grego “dioko” que significa buscar, correr atrás com determinação, isso nos indica que a santificação é um processo progressivo, o qual devemos buscar constantemente. Todos os dias temos que está consagrados a Deus.

 Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; com efeito o querer o bem está em mim, mas o efetuá-lo não está...Porque segundo o homem interior (espírito), tenho prazer na lei de Deus; mas vejo nos meus membros outra lei guerreando contra a lei do meu entendimento, e me levando cativo à lei do pecado, que está nos meus membros (Rm 7.18,22,23 JFA - RA )

Observe que mesmo depois de Paulo já está regenerado, ainda enfrentava uma batalha ferrenha, com relação à alma (sede das emoções) e o corpo. Se não fosse  a ajuda de Jesus, como ele mesmo disse (Rm 7.18), Paulo não conseguiria.

Dicas de como seguir a santificação?

Da alma. Com relação a alma, devemos a cada dia levava cativo todos os nossos pensamentos à obediência de Cristo, ou seja, a mente deve estar completamente aprisionada às coisas de Deus. Não devemos dar espaço para pensamentos impuros, devemos repreendê-los no mesmo instante em que surgirem, usando o poder do nome de Jesus. Precisamos constantemente pensar nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra. 

Do copo. Já no processo de santificação progressiva do corpo, não podemos “alisava” com os membros do seu corpo, Para vencer na batalha espiritual, além de disciplinar a alma também devemos disciplinar o corpo. Andar com Deus exige sacrifício pessoal, sacrifício de coisas não necessariamente más, mas que prejudicam a devoção total da alma e do corpo a Deus - tais como os prazeres e interesses mundanos.

 Mas  esmurro  o meu  corpo  e  o reduzo à escravidão, para que, tendo pregado a outros, não  venha  eu mesmo  a ser  desqualificado.(1 Co 9.27 JFA – RA)

Segundo Luciano Subirá o maior inimigo da santificação do corpo é, sem dúvida alguma, a prostituição. É interessante notar que este tipo de pecado não desaparece automaticamente da vida de alguém que nasceu de novo, senão a Bíblia não diria justamente aos nascidos de novo para absterem-se deste tipo de pecado.

É impressionante a quantia de vezes em que a Bíblia adverte seus leitores (o povo de Deus) quanto aos perigos deste tipo de pecado! A prostituição (este termo inclui todos os pecados de ordem sexual) é um pecado diferente dos demais.

Para Luciano, precisamos aprender a “possuir” (usar, ser mordomo) o corpo em santidade e honra. Isto fala não apenas de não nos prostituirmos, mas até mesmo da maneira como tratamos nosso corpo: alimentação, vestuário, etc. isto serve para todos, mas em especial para as mulheres!

Não creio que possuir o corpo em santidade (diante de Deus) e honra (diante dos homens) inclua o uso de roupas sensuais e provocantes. O crente deve ser diferente! Isto não significa que teremos algum tipo de uniforme (terno para os homens e vestido para as mulheres, por exemplo), mas que devemos mostrar zelo pelo santuário de Deus e não defraudarmos uns aos outros nesta matéria.

O homem nascido de novo tem a ajuda do Espírito Santo.

Até aqui, você deve estar pensando o quanto é difícil seguir a santificação. Resistir ao mundo e aos prazeres que ele oferece realmente não é nem um pouco fácil. Porém, o homem regenerado que nasceu de novo, quando aceitou Cristo com seu Salvador e Senhor, recebeu o Espírito Santo. O Espírito Santo dá ao homem regenerado graça e poder para levar cativo os pensamentos e nosso corpo à obediência de Cristo. O Espírito de Deus, nos ajuda a sermos transformados na pessoa que Ele quer que sejamos.

Temos a maravilhosa esperança de que cada dia podemos chegar a ser mais e mais semelhantes a Cristo, vencendo o pecado em nossas vidas. Dessa maneira nos convertemos em ferramentas valiosas nas mãos de Deus. Permitir que essa obra interna de Deus seja levada a risco em nós, é a maior tarefa que podemos ter na vida.


Faça sua inscrição no blog Creio no Evangelho

Receba as atualizações do blog Creio no Evangelho! Digite seu email aqui...

Postar um comentário

0 Comentários